Blog do Paraíso: Dezembro 2007

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Férias no Paraíso


Não acontecerá nada de interessante em Brasília nos próximos 30 dias. Não sou nenhum vidente, mas, pela minha pouquíssima experiência, consigo fazer essa previsão. Sei que posso levar uma tremenda barriga, se meu prognóstico estiver errado, coisa que duvido muito. Mas vamos deixar os presságios para as mães e os pais de santo charlatães. Amigo leitor, quero lhe desejar boas festas neste Natal e na virada de ano. Desejo também muita paz. Que no próximo ano, meus comentários sobre a corrupção dos políticos diminua drasticamente. Ou seja, que no próximo ano, nossos representantes se comportem mais. Outra coisa, prezado leitor. Aviso que ficarei afastado do Blog do Paraíso durante duas ou três semanas. Porém, quando eu voltar, prometo lhe contar sobre as minhas férias, se elas forem interessantes, é claro. Quero também agradecer aos mais de 1600 acessos e aos comentários. Não é mesmo, + raaport +? Mesmo sendo de uma opinião totalmente diferente da minha, os seus comentários, e de qualquer outro leitor, são bem-vindos, porque enriquecem o conteúdo deste blog. Muito obrigado e até mais.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Quem Dom Luiz Flávio Cappio pensa que é?


Quem Dom Luiz Flávio Cappio pensa que é? Não tiro a razão dele de protestar, mas o que será que o faz pensar que pode vencer, sozinho, um governo eleito democraticamente? Será que no mundo dele não existe discussão, não existe a vontade da maioria? Antes de prosseguir, leitor + raaport +, quero esclarecer que o Blog do Paraíso não é comunista, muito menos petista. A posição ideológica deste blog é totalmente parcial e preconceituosa. Parcialidade e preconceito que emana da mente de qualquer ser humano. Leu bem, estimado leitor. Qualquer ser humano carrega consigo uma visão carregada de parcialidade e preconceito. É o caso do nosso bispo, que se insistir na loucura, morrerá de fone. Outra coisa. O Blog do Paraíso não defende a transposição do Rio São Francisco. Muito menos é a favor da transposição, pois ele não tem a capacidade de dizer se o projeto será bom ou ruim. Para encerra, um trecho da música Do contra a favor, da banda Mukeka di Rato: “Não quero ser contra. A favor também não quero ser. Muito menos neutro. Mas atacar e defender. Então, que cara doido, você deve estar pensando. Relativisando. Especificando. Cada coisa aqui. Cada coisa lá. Tudo tem seu defeito. É só examinar”.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Véi Maluco


Não sou um experto da língua portuguesa, mas sei muito bem que o correto não é véi e, sim, velho, pelo menos isso tenho que saber, não é, amigo leitor? No entanto, este comentário não é sobre normas gramaticais. Quero compartilhar com você o incidente estranho que aconteceu comigo no domingo passado (16 de dezembro). Nesse dia, eu e meu primo, caminhando pelo shopping, de repente, fomos abordados por um senhor de idade. O coroa, bem vestido, me mostrou uma prancheta com uma imagem do Papai Noel sentado no avião 14 Bis, de Santos Dumont. Abaixo da figura, uma folha branca com vários elogios escritos com letras diferentes e à caneta. Em seguida, o véi me falou que era decorador do shopping e estava fazendo uma pesquisa para saber se era uma boa idéia pendurar no teto o Papai Noel chegando de avião. Respondi que a decoração estava boa e que era melhor deixar como está. O senhor demonstrou insatisfação. Mas meu primo resolveu dar um consolo ao véi. Disse, portanto, que era bacana a idéia. O coroa ficou contente e pediu para ele escrever o elogio na folha abaixo da figura. Quando meu primo terminou, pedi para escrever também. O véi deixou. Escrevi: “Deixe como está”. Sai, com risadas, mais meu primo. Mas o véi me chamou. Mostrou a prancheta e falou, com fúria, apontando para a figura: “Deixa como está? Isso aqui é a minha vida". Rasgando a folha branca e a amassando rapidamente, continuou: "E você acabou com o meu trabalho”. Nossa! Levei um tremendo susto. “Desculpe, mas essa é a minha opinião. Foi você que pediu”, falei e sai logo, porque senão o véi podia até me bater. Confesso que fiquei com medo, medo de dar uma surra no véi e matá-lo, sem querer, pois ele aparentava não agüentar um sopro. Sai de perto da criatura. Procurei o guinche de informações do shopping e perguntei sobre o véi pesquisador. Fui informado que não havia ninguém de lá fazendo tal pesquisa. Conclui, então, que tive o azar de estar de frente com um véi maluco e manipulador de pesquisa, já que só queria registrar elogios no trabalho, que provavelmente não seria aprovado, pois a decoração estava pronta há mais de um mês e dificilmente seria mudada faltando uma semana para o natal.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Oscar Niemeyer completa 100 anos de vida



Com um enorme prazer, o Blog do Paraíso parabeniza, antecipadamente, Oscar Niemeyer pelos 100 anos de vida que ele completará neste sábado, 14 de dezembro de 2007. Sou testemunha ocular das obras de arte do arquiteto. Não canso de admirar os monumentos desenhados por ele. De fato, Niemeyer deu originalidade ao país Tupiniquim. Ainda bem que não tem só coisa ruim no país da sacanagem. Ainda bem. Na imagem ao lado, uma das obras de arte que são expostas, a céu aberto, na Capital Federal. A Ponte JK... – Ops! Que grave, hein!!! Graças ao meu estimado leitor Elton Pacheco, faço a correção. Valeu camarada – Acima, o Museu da República.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Se presidente do Brasil, Aécio ou Serra governará sem a CPMF?


Finalmente acabou a novela chata da prorrogação, até 2011, da Contribuição Provisória (que parecia eterna) sobre Movimentação Financeira (CPMF). O Governo, mais uma vez, foi apunhalado pelas costas, pois, se seus aliados tivessem votado unidos, a medida teria sido prorrogada, afinal, teoricamente, a base aliada do Planalto é composta por 53 senadores. Só me resta agora uma dúvida, será que a oposição terá a desfaçatez de ressuscitar a medida, caso um dos seus potenciais candidatos à presidência seja eleito em 2010? Afinal, os governadores, Aécio Neves (PSDB – MG), e José Serra (PSDB – SP), queriam que a CPMF fosse prorrogada, pois, há muito tempo, estão de olho no principal gabinete do Palácio do Planalto.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Sai o 6 da presidência do Congresso para entrar a 12/2


Cientistas políticos dizem que a candidatura única do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) para a presidência do Congresso Nacional é um importante passo para a moralização da Casa. No entanto, a edição de hoje, 12 de dezembro, do jornal Folha de S. Paulo revela que “o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) teve gastos da sua campanha de 2002 cobertos por um suposto esquema de desvio de recursos públicos investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte”. Ou seja, sai da presidência do antro da perdição o “seis” (6) para entrar a “meia dúzia” (12/2).

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Revisão nos livros de geografia


Quando eu estava na quarta série do ensino fundamental, isso em 1997, minha professora enchia a boca, estufava o peito com orgulho e dizia: “O Brasil é um país abençoado por Deus, porque aqui não existe terremoto, muito menos furação”. A informação era uma novidade que me deixava tranqüilo e contente por morar num país tão seguro. No entanto, a verdade veio à tona – adoro usar essa expressão, é tão poética, vou até repetir. A verdade veio à tona no dia 28 de março de 2004, quando o furação Catarina atingiu o sul do Brasil. Foi o primeiro da história do Atlântico Sul. Quanto aos terremotos, apesar do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) ter registrado abalos anteriores, mas sem registro de mortes, ontem, dia 9 de dezembro de 2007, morreu no Brasil a primeira pessoa vítima de um abalo sísmico. O tremor aconteceu em Caraíbas, na zona rural de Itacarambi (MG). O abalo de 4,9 graus na escala Richter derrubou o muro da casa de Jessiane Oliveira da Silva, de 5 anos, que dormia quando a parede despencou em seu corpo. É... Já está mais do que na hora de revermos os conceitos de geografia que são ensinados nas escolas.

sábado, 8 de dezembro de 2007

Em 2007, fuga da família real portuguesa completa 200 anos


De uns tempos para cá, passei a conviver com a seguinte idéia: só se entende o presente do país da sacanagem conhecendo seu passado. Portanto, desembestei a ler um livro de 800 páginas para reforçar o que já estudei de história no meu ensino de base, muito ruim, diga-se de passagem. Bem escrito por Raymundo Faoro, o livro que me refiro tem por título “Os donos do poder” e subtítulo “Formação do patronato político brasileiro”. Não quero aqui escrever um resumo da obra, mas, sim, registrar um fato importante que percebi, quando estava lendo o livro de Raymundo. O ano de 2007 completa 200 anos que a família real fugiu de Portugal para o Brasil, com medo de Napoleão, na época, imperador da França. De acordo com Faoro, a histórica viagem da noite de 29 de novembro de 1807 teve o juízo da nação “recuperado nos lábios de dona Maria I, a louca, única a lamentar o abandono do país sem combate, sem uma batalha perdida, sem um tiro disparado”. Bom. Era para eu ter registrado essa informação no dia do bicentenário da fuga real. Peço minhas humildes desculpas, amigo leitor. Mas antes tarde do que nunca.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Brasília, por enquanto, Patrimônio Cultural da Humanidade


Hoje, 7 de dezembro, Brasília, a Capital da República, completa 20 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade. Não sei se a cidade poderá sustentar esse título por mais duas décadas, pois, conforme o tempo passa, o projeto original dela sofre diversas modificações. Deturpações como os anexos dos Ministérios e do Congresso Nacional, por enquanto, ainda passam despercebidas pelos olhos desatentos dos turistas, pois estão bem escondidos. Mas até quando?

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

E não é que a pizza saiu mesmo quentinha do forno?


Não tem nem graça comentar o que já se tornou lugar comum no Congresso Nacional. Como um quiabo, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) escapou, mais uma vez, do processo de cassação por quebra de decoro parlamentar. Dessa vez, não foram 40, mas, sim, 51 votos, incluindo as abstenções. Por que não cassaram o mandato de Calheiros? Ah! Foi porque ele renunciou à presidência do senado, minutos antes de começarem a votação. Errado. Pois Renan ficaria sem ela, se fosse cassado. A renúncia foi apenas uma condição para as excelências não cassarem o mandato do senador peemedebista. Afinal, seria muito mais vergonhoso deixá-lo impune e, ao mesmo tempo, com a tão concorrida cadeira.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Alagoas, estado de Renan Calheiros, apresenta o pior índice de expectativa de vida


É impressionante como a herança da colonização obsoleta, tosca e estúpida realizada, principalmente, no nordeste brasileiro, ainda é bastante presente no Brasil. O legado parece arraigado em Alagoas e Maranhão, onde o coronelismo ainda reina. De maneira assombrosa, os dois estados disputam o ranking do atraso. Figuram sempre com baixa nota no quesito qualidade de vida. Ontem, por exemplo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, divulgou pesquisa que revelou um aumento de 32,4% na expectativa de vida do brasileiro. De acordo com o Instituto, em 2006, quem mora no país viveu, em média, até 72,3 anos. No entanto, quem mora em Alagoas, tem a esperança de viver cinco anos a menos, pois o estado possui o pior índice - 66,36 anos. Dessa vez, seu arque-rival Maranhão perdeu, já que ficou com um índice de 67,24 anos. Mas o pior de tudo é que ambos estão mal representados. Não custa nada lembra que o único presidente brasileiro que sofreu o processo de impedimento é de Alagoas – Fernando Collor de Melo. É também de Alagoas o presidente licenciado do Congresso Nacional, o senador Renan Calheiros (PMDB), que enfrentará hoje um processo de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar – é mais uma pizza saindo do forno quentinha.

Blog do Paraíso recebe 1000 visitas em menos de um ano


Estimado leitor, é com grande satisfação que divido hoje com você a alegria em que me encontro. Apesar de ter um pouco menos de seis meses de existência; apesar de ser feito por um mero estudante universitário que não entende praticamente nada de web design; apesar de não ter fotomontagens idiotas para atenderem as pessoas preguiçosas que não gostam de ler, o Blog do Paraíso atinge, hoje, a marca de 1000 visitas vindas de 14 paises diferentes. São, na realidade, 526 visitantes únicos. Para um Ricardo Noblat da vida, que chega a ganhar, por mês, 50 mil reais só para hospedar seu blog na página do jornal O Globo, é muito pouco. Mas para mim, que ainda não ganhou um centavo com o Blog do Paraíso, é uma grande honra.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Desta vez, nada de grandes salários extras


Já estamos no mês de dezembro. Praticamente, todas as pessoas falam que o ano passou voando. Deve ter passado muito rápido mesmo para os nossos representantes que trabalham no Congresso Nacional, pois a apreciação do orçamento de 2008 pode ficar para o ano que vem. Se o Congresso fizer sessões extraordinárias no recesso parlamentar, pelo menos, desta vez, não haverá salários exorbitantes.